Portaria determina retorno presencial de servidor da UPE já imunizado contra Covid-19

Professores e servidores administrativos da Universidade de Pernambuco (UPE) que já tenham tomado vacinas contra Covid-19 (dose única ou duas doses, de acordo com a prescrição do medicamento) devem regressar ao trabalho presencial 21 dias depois da aplicação definitiva do imunizante. 

A medida faz parte da portaria Nº 712/2021, publicada nesta sexta-feira (9), e abrange também as pessoas que se enquadraram nos grupos de risco da doença por idade ou comorbidade. A recusa em apresentar-se ao trabalho acarretará em ações administrativas e medidas legais.

Os servidores imunizados devem enviar a cópia do cartão de vacinação ao setor de Gestão de Pessoas da UPE em até cinco dias úteis após a aplicação da segunda dose ou dose única. 

Os demais servidores deverão seguir as determinações de trabalho híbrido, conforme sua chefia imediata, diante da necessidade de serviços.

O servidor cujo grupo de vacinação já tenha sido contemplado e que se recusar a ser imunizado contra a Covid-19 deverá assinar um “termo de responsabilidade” disponibilizado pela unidade de lotação e apresentar-se ao seu local de trabalho.

O retorno dos servidores fisicamente está de acordo com a Resolução CEPE 093/2020, que dispõe sobre o estabelecimento do calendário acadêmico da UPE para o ano letivo de 2020, a ser vivenciado no ano civil de 2021, e a retomada das atividades de ensino da graduação presencial em razão da pandemia de Covid-19. 

A portaria conjunta n° 35 das secretarias de Administração e de Saúde do Estado (SAD/SES), publicada no dia 26 de março deste ano, também determina que os trabalhadores lotados nos órgãos e entidades que prestem serviço de saúde, imunizados com as duas doses da vacina e que estiverem afastados por pertencer ao grupo de risco, conforme portaria SES/PE nº 133 de 2 de abril de 2020, deverão retornar ao trabalho presencial após 21 dias da segunda dose.

VEJA A ÍNTEGRA DA PORTARIA N° 712/2021 EM FORMATO PDF

Reitor recebe comissão de estudantes de Medicina para esclarecimento sobre práticas e estágios no complexo hospitalar da UPE

O reitor da Universidade de Pernambuco, Pedro Falcão, recebeu na manhã desta sexta-feira (9) uma comissão de alunos de Medicina para esclarecer as dúvidas surgidas em relação ao anúncio de uma possível celebração de um convênio envolvendo práticas e estágios (internato) de discentes da Uninassau no complexo hospitalar da UPE.

O pedido do encontro foi feito pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) e pelo Diretório Acadêmico Josué de Castro (Faculdade de Ciências Médicas).

Três representantes - Luís Santino (ciclo básico), Nélson Barros (ciclo profissional) e Lorena Sampaio (internato) - manifestaram ao reitor a preocupação da redução do campo de práticas e estágios dos alunos da UPE com a presença de estudantes de outras instituições de ensino.

O superintendente do complexo hospitalar, Gustavo Trindade, participou da reunião, que teve uma hora e meia de duração. Ele ressaltou que a prioridade na formação de profissionais de saúde será sempre dos estudantes da UPE, como determina a Resolução CEPE 034/2016.

O reitor Pedro Falcão destacou que nenhum convênio com a Uninassau foi formalizado, havendo apenas a manifestação de interesse de parceria por parte da universidade privada. O pedido deverá seguir os trâmites legais.

A Resolução CEPE 034/2016 estabelece os parâmetros que a UPE deve cumprir para disponibilizar campos de práticas e estágios para discentes de instituições de ensino nacionais e internacionais que tenham reconhecimento legal. 

A comissão de estudantes defendeu o cumprimento da resolução, que estabelece a ordem de prioridade de ocupação de vagas de práticas e estágios.

O grupo pediu ainda à reitoria transparência na divulgação da oferta de vagas disponíveis e investigação de irregularidades surgidas no processo.

O reitor considerou que a reunião foi importante para manter o canal aberto com os estudantes da UPE, que sempre terão a prioridade dos serviços oferecidos por uma instituição pública.

Em virtude da pandemia de Covid-19, as aulas práticas de estudantes de graduação da UPE nos serviços de saúde estão suspensas temporariamente pela Portaria da SES/PE n° 201/2021. A medida vale para todos os serviços da Rede Estadual de Saúde de Pernambuco.

CONFIRA NOTA DO REITOR E DO SUPERINTENDENTE DO COMPLEXO HOSPITALAR DA UPE

CONFIRA A ÍNTEGRA DA RESOLUÇÃO CEPE 034/2016

UPE é parceira do Startup Way Health, que busca soluções inovadoras para o mercado de saúde

A Universidade de Pernambuco (UPE) participa como parceira do Startup Way Health, maratona de oito dias promovida pelo Sebrae e pela FOZ - Centro de Inovação que busca criar soluções inovadoras para o mercado de saúde.

O evento é gratuito, acontecerá entre 19 e 27 de abril e será 100% online. Haverá certificado para os participantes e premiação para as equipes destaques.

Os estudantes da UPE poderão aprender como tirar sua ideia do papel e se conectar com profissionais das áreas de saúde, tecnologia e inovação, além de empreendedores com experiência no mercado de startups. 

O Startup Way Health tem ainda a participação da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS), do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) e do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). 

A inscrição pode ser feita acessando o link http://bit.ly/sw_health.

UPE reaplica provas do SSA2 neste domingo

Neste domingo (11/04) a Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos da Universidade de Pernambuco (CPCA/UPE) realiza, na Escola Politécnica (Poli), a reaplicação do segundo dia de provas do SSA (fase 2) 2021. Os alunos farão as provas no horário da manhã, das 8h15 às 12h15, e os portões fecham, impreterivelmente, às 8h.

O certame será reaplicado apenas para os feras que compareceram aos prédios da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) – CEAGRI I, CEAGRI II e CEGOE – no dia 1º de fevereiro, quando houve falta de energia no bairro de Dois Irmãos, no Recife. Foram inscritos 265 candidatos.

Os estudantes responderão a 46 questões, distribuídas entre as disciplinas de Biologia, Química, História, Geografia e Sociologia. 

A divulgação do desempenho de todos os candidatos inscritos no SSA 2 está prevista para o dia 31 de maio. 

Leia mais...

UPE participa de organização de primeiro congresso internacional sobre ensino do Holocausto e educação em direitos humanos

A Universidade de Pernambuco (UPE) é uma das organizadoras, em parceria com o Museu do Holocausto de Curitiba e a Universidade Federal do Paraná (UFPR), do primeiro Congresso Internacional sobre o Ensino do Holocausto e Educação em Direitos Humanos.

O evento ocorrerá de forma online, por meio do canal YouTube do Museu do Holocausto de Curitiba e da plataforma Zoom, entre os dias 21 e 23 de novembro de 2021.

A proposta desse congresso acadêmico internacional é conhecer e divulgar pesquisas que vêm sendo realizadas no Brasil e em outras partes do mundo fomentando discussões acerca do ensino da História do Holocausto na perspectiva de uma Educação para os Direitos Humanos de maneira transdisciplinar.

Pioneiro no país, o Museu do Holocausto de Curitiba é uma instituição com responsabilidade social, que participa dos debates públicos e dialoga com a sociedade.

Os objetivos do museu são educativos: lembrar e não esquecer, dar visibilidade às histórias pessoais e, principalmente, construir a memória e transmitir lições universais.

O assessor de Relações Internacionais da UPE, professor Karl Schurster, está na comissão organizadora do evento. 

O cadastro dos interessados  pode ser feito através do link https://www.museudoholocausto.org.br/congresso/.